BIGtheme.net http://bigtheme.net/ecommerce/opencart OpenCart Templates

O Brasil não para crescer no mercado e-commerce

O número crescente de internautas brasileiros fará com que, ainda em 2015, o País torne-se o quarto maior em número de internautas no mundo, ultrapassando o Japão.

O Brasil já ocupa o primeiro lugar no ranking de transações on-line na América Latina e as previsões indicam que, em menos de cinco anos, o valor de vendas do e-commerce nacional poderá dobrar, já que 4 em 10 brasileiros compraram em sites internacionais no ano.

51,5 milhões é o numero de de pessoas que realizaram ao menos uma compra online em 2014. No Brasil, 61,6 milhões de pessoas já realizaram alguma compra on-line. Só o black friday foi responsável por 20% do total de vendas com o faturamento de R$ 1,16 bilhão.

ecommerce

No mercado de moda, 33% do total de compras foram feitas em sites internacionais. No mercado de smarphones, as compras representam 65%.

Em relação a faixa etária, gira em torno de 35 e 49 anos, ambos os sexos, tendo como média 40 anos.

Dados levantados pelo site https://www.picodi.com/br/ indicam que os internautas brasileiros geram atualmente um faturamento de compras on-line equivalente a três vezes os lucros alcançados por países como Argentina e México.

Em 2001, o número de brasileiros com acesso à internet não ultrapassava 5 milhões. Em 2015, este número já superou a marca de 100 milhões.

No comparativo de categorias de produtos, o internauta brasileiro se mostra um grande comprador de roupas (19%), medicamentos e cosméticos (18%), livros (9%) e eletrônicos (7%).

Aspecto demográfico

 

Os dados indicam também que o crescimento das transações via internet acompanham os indicadores de densidade demográfica. São Paulo, Rio de Janeiro e os demais estados da região Sudeste geram, sozinhos, 63% de todo o volume de compras on-line no País. O segundo lugar fica com a região Sul, que alcança 20% na comparação.

 

Olho no futuro

Para os que pensam em entrar para o mundo do comércio on-line, as perspectivas são atraentes. Porém, é importante que se mantenham os pés no chão pois é um mercado muito competitivo.

Dados revelados pela Forbes apontam que, dos 46 bilionários brasileiros, apenas Eduardo Saverin, coproprietário do Facebook, alcançou seus bilhões através da internet.

Recomendados para você:

Sobre Almy Fróes

Almy Fróes é Analista de TI, problogger e entusiastas de novas tecnologias, além do Comofazer.etc.br escreve no Guia dos solteiros & mestre dos sites

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *