BIGtheme.net http://bigtheme.net/ecommerce/opencart OpenCart Templates

Como tratar a Diástase abdominal Pós Parto?

Durante a gestação adotar e manter hábitos saudáveis auxilia a manutenção de peso corporal como também evitam o afastamento dos músculos abdominais devido ao aumento da barriga durante a gravidez. Porém não se desespere se sua barriga já apresenta a diástase, pois ela tem jeito sim!

A diástase abdominal é o afastamento que ocorre na região muscular abdominal e seu tecido conjuntivo, uma das principais causas da diástase é o aumento da região abdominal durante a gestação, o que ocasiona a flacidez e estiramento dos músculos nessa região, outro fator causador da diástase é a execução de forma errada de exercícios físicos para região abdominal, como o levantamento de peso com cargas elevadas, por exemplo.

 

Venho hoje te mostrar que a diástase tem tratamento e quais as formas de amenizar a flacidez abdominal.

diastase

Sintomas e Tratamento da diástase do abdômen

O tratamento é feito com aplicação de técnicas e exercícios da fisioterapia, e em alguns casos com a intervenção cirúrgica, sendo este procedimento indicado para quem tem o afastamento abdominal acima de 05 cm e que com os exercícios não foram possível corrigir tal disfunção.

Há a possibilidade de iniciar o procedimento logo em seguida ao parto ou também pode ser feito logo ao final do período da amamentação obrigatória que é para os seis primeiros meses de vida do recém – nascido.

Já no caso dos exercícios fisioterapêuticos deve durar pelo período indicado pelo profissional, o qual irá fazer uma análise para cada caso em específico, avaliando se as fibras musculares estão retornando à forma anterior.

Nos casos de diástase leve, onde existem 02 centímetros de espaçamento muscular, também é possível tratar com a acupuntura, carboxiterapia e drenagem linfática.

Um dos principais sintomas da diástase abdominal é o surgimento de dor na região lombar, isto se dá devido aos músculos abdominais que sofreram o estiramento  deixarem de atuar como uma cintura de proteção à região da coluna, o que torna o local mais suscetível a sobrecargas decorrentes da ausência do suporte muscular, podendo inclusive gerar outras complicações derivadas da diástase, como as hérnias de disco.

Diástase na Gravidez

Após o nascimento do bebê é comum, as mães se depararem com a região da barriga flácida, isso se dá como já foi dito, pelo aumento da região abdominal durante o crescimento do feto. E é nesse momento que a autoestima de muitas mulheres fica abalada, pois mesmo com o uso de cintas modeladoras, a região da barriga continua flácida.

Para fortalecer novamente o músculo reto abdominal existem exercícios físicos direcionados que podem reorganizar as fibras musculares, trazendo novamente força e postura para a região da cintura.

Outros sintomas que podem denunciar a ocorrência de diástase abdominal são:

  • Incontinência urinária.
  • Dificuldades na realização de determinados movimentos.
  • Dores intensas na região das nádegas, coxas e lombar.

 

Exercícios físicos para diástase abdominal.

Sim é possível prevenir e amenizar a distensão abdominal, pois é possível reduzir o espaçamento entre os músculos abdominais através dos exercícios físicos localizados, já nos casos de diástase mais avançada é indicado acompanhamento fisioterapêutico e em alguns casos intervenção cirúrgica.

A região abdominal pode ser fortalecida com exercícios localizados que atuem no músculo transverso do abdômen

exercicios diastase

 

  • Fortalecimento Pélvico (exercício de Kegel):  se posicione deita de barriga para cima em um colchonete ou toalha, flexione os joelhos e com as mãos apoiadas no chão faça a elevação da pelve, mantendo os pés e a cabeça imobilizados. Retorne à posição inicial, e refaça o movimento por pelo menos 40 vezes ao dia.

 

 

 

  • Rotação Invertida de Tronco:  é feita com a pessoa deitada de costas no chão, esticando os braços no decorrer do tronco e elevando as pernas no ângulo a 90 graus. O movimento é feito com a flexibilidade dos joelhos de forma suave e o é feito um giro para o lado esquerdo e em seguida para o lado direito, o giro é feito na altura do abdômen e requer força para manter as pernas fazendo o giro completo. O indicado é que se faça de 5 a 7 repetições/dia para ir aumentando o condicionamento abdominal.

 

 

Outra técnica que auxilia no fortalecimento da região abdominal atingida pela diástase é a LPF  low pressure fitness, que consiste num programa de treinamento postural e respiratório, desenvolvido na década de 1980 e muito difundido na Europa, o treinamento é feito com exercícios que contraem os músculos da região da barriga e ao mesmo tempo é feito sequências respiratórias que irão auxiliar no fortalecimento local e aumento da tonicidade muscular.

O programa LPF tem inspiração na técnica hipopressiva fundada pela fisioterapeuta Marcel Caufriez na década de 80, e a técnica foi patenteada, sendo somente pessoas e clínicas credenciadas, indicadas a aplicar a técnica.

Sou Marília Tannuri Verni. Mãe de 2 meninos (Ian – 11 anos e Lorenzo – 4 anos), publicitária, idealizadora do portal Grávida em Campinas e proprietária da loja infantil on line Petit Papillon Bebê & Criança. Uma apaixonada pelo universo infantil e por todas as chances que a maternidade nos proporciona.

 


Seja um visitante premium, receba nossas novidades no email:

Digite seu email :

Delivered by FeedBurner

Sobre Analice

Analice Gomes é redatora, blogueira e estudante de moda. Adora ler e viajar e vive compartilhando dicas e toques legais com vocês aqui no Comofazer.etc.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *