BIGtheme.net http://bigtheme.net/ecommerce/opencart OpenCart Templates

Taxa Selic: O que é? Como funciona?

Aprenda aqui o que é Taxa Selic e como funciona para que ela serve, no que ela influencia na sua vida e por que se deve ficar atento para suas altas e baixas no mercado.

O texto de hoje é pra você que quer saber um pouco mais sobre economia e suas taxas, pra você que quer acompanhar com mais cuidado a situação econômica do país e também pra quem tem empréstimos em bancos.

O que é a Taxa Selic?

taxa selic

A Taxa Selic é uma taxa muito conhecida e que é usada como base para a economia do nosso país. Ela é considerada (depois da taxa TJLP) a segunda menor taxa de juros da economia do Brasil, e é pela taxa Selic que todos os bancos no país baseiam seus juros.

Taxa Selic significa: Sistema Especial  de Liquidação e de Custódia.

O Banco Central do Brasil utiliza a taxa Selic como uma ferramenta econômica e monetária para alcançar o marco das taxas de juros firmadas pelo Copom (Comitê de Política Monetária).

A Taxa Selic é estabelecida e renovada a cada quarenta e cinco dias no Brasil, de acordo com as regras do Copom.

Pra quê serve? Como funciona a taxa Selic?

Falou em empréstimos, já lembramos da taxa Selic, mas ela não é usada por nós pessoas físicas e jurídicas quando vamos ao banco fazer um empréstimo, na verdade, ela é uma taxa usada entre os próprios bancos, principalmente pelo Banco Central, como forma de controlar a inflação.

Com base na taxa Selic que os bancos demarcam a taxa de outros juros nas aplicações financeiras e empréstimos e financiamentos aos clientes. A taxa Selic está embutida no meio de outras quando fazemos um empréstimo em alguma instituição financeira, serve para cobrir possíveis gastos e prejuízos do banco.

Taxa Selic e inflação

O governo faz o uso da taxa Selic para controlar a inflação do país. Por exemplo, se a inflação estiver alta, o Banco Central provavelmente aumentará os juros. Consequentemente o custo do crédito irá subir fazendo com que o consumo da população diminua. Caso a taxa caia, o resultado é o oposto, ou seja, o consumo é incentivado e a inflação recua.

Sendo assim, se a taxa está alta, diminui a quantidade de dinheiro em circulação, as pessoas compram menos. Isso fará com que a quantidade de produtos disponíveis no mercado aumente. Com o tempo, os comerciantes necessitam se livrar das mercadorias. Isso faz com o que os preços diminuam e aumente o consumo novamente.

Quando a taxa Selic está em alta isso influência em nossa inflação, porque assim as pessoas param de consumir, param de fazer financiamentos, pois os juros para isso estão mais altos, desestimulando o consumo. E quando ela está mais baixa, aumentam os empréstimos, pois as taxas bancárias ficam mais convidativas.

Uma curiosidade para sabermos, é que a maior taxa Selic já registrada no Brasil foi em 1996 de 45%. Esse ano, em 2015, estamos numa média de 12%. Ela está diretamente ligada a serviços de empréstimo, como por exemplo o losango crednet ou o Bmg consig.

Concluímos que, antes de você fazer um empréstimo ou financiamento em algum banco, procure saber mais sobre a economia e como anda os juros em cima da taxa Selic, se ela estiver em alta, não é a hora certa.

Gostaram das informações?

Para maiores dúvidas e sugestões, nos deixem comentários.

 


Seja um visitante premium, receba nossas novidades no email:

Digite seu email :

Delivered by FeedBurner

Sobre Almy Fróes

Almy Fróes é Analista de TI, problogger e entusiastas de novas tecnologias, além do Comofazer.etc.br escreve no Guia dos solteiros & mestre dos sites

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *