BIGtheme.net http://bigtheme.net/ecommerce/opencart OpenCart Templates

DEPRESSÃO PÓS-PARTO: CAUSAS, SINTOMAS, TRATAMENTOS

A depressão pós-parto é um quadro que acomete mulheres após algumas semanas depois do nascimento do bebê. É normal, porém, que algumas mulheres experimentem acentuada tristeza pós-parto após o quinto dia desaparecendo de dez a quinze dias depois.

A depressão pós-parto, diferente da tristeza experimentada, aparece e se instala depois de uns 15 dias e perdura por um tempo enorme, às vezes, até sem diagnóstico.

A depressão pós-parto é incapacitante e a mulher não tem nem mesmo como cuidar de seu bebê. Em vez de experimentar uma grande felicidade por estar ali com um bebê saudável, na verdade ocorre o contrário. É claro que esse fenômeno tem explicação científica.

Quais são as causas da depressão pós-parto

depressao pos parto

Nos quadros da depressão, é necessário levar em conta que a mulher passa de um dia para o outro com altas doses de hormônios, o estrógeno e a progesterona agindo diretamente no sistema nervoso central mexendo com neurotransmissores que estabelecem ligação entre os neurônios. Em questão de horas, após o nascimento do bebê, nada disso existe mais.

Outros fatores contribuem com o surgimento desse transtorno, mulheres com história de quadro de depressão antes da gravidez estão suscetíveis a depressão pós-parto.

A gravidez não desejada ou não planejada também pode contribuir para o surgimento desse transtorno.

O diagnóstico

Diagnosticar a depressão não é tão simples como diagnosticar uma anemia, para a anemia existe o hemograma e outros exames laboratoriais que vão determinar a existência da doença, já com a depressão, o diagnóstico é feito exclusivamente através dos sinais e sintomas que a mulher apresenta, sua intensidade e se isso está interferindo em suas atividades e no seu dia-a-dia.

A maior parte das mulheres com queixas pós-parto atribuem os sinais de depressão como estresse, e para ajudar, o marido ou companheiro não valoriza suas queixas, muitas vezes, o próprio profissional da saúde também deixa a queixa de lado, atribuindo a ela, a diminuição das descargas hormonais. O que acontece, é que o quadro se agrava, tornando-se crônico.

Sintomas

• Perda do interesse por coisas que antes gostava de realizar

• A leitura que antes era importante é deixada de lado

• O emprego já não desperta interesse

• O risco de perder o emprego após a licença maternidade deixa de ter importância

• Sonolência

• Falta de energia para executar tarefas simples

• Desinteresse pelo marido ou pelo ato sexual

• Falta de apetite ou o aumento do mesmo

Em algumas mulheres o transtorno se agrava ainda mais:

• Crise do pânico

• Ansiedade

• Comportamentos obsessivos com relação à criança

Tratamentos

A depressão deve ser tratada com medicamentos e a psicoterapia é sempre uma ajuda que faz toda a diferença.

Se por um lado, em alguns casos a depressão pode desaparecer sozinha, na maioria das vezes, se não tratada, pode se tornar crônica e transformar-se em uma distimia, o que pode ser considerado por algumas pessoas como parte da personalidade da pessoa.

Algumas pessoas acham que o quadro de depressão pós-parto pode provocar um estado psíquico que pode levá-la a matar o bebê, isso não está completamente errado, mas são raros os casos em que acontecem. O mais natural é que surjam neuroses exageradas com os cuidados da criança.

Recomendados para você:


Seja um visitante premium, receba nossas novidades no email:

Digite seu email :

Delivered by FeedBurner

Sobre Almy Fróes

Almy Fróes é Analista de TI, problogger e entusiastas de novas tecnologias, além do Comofazer.etc.br escreve no Guia dos solteiros & mestre dos sites

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *