BIGtheme.net http://bigtheme.net/ecommerce/opencart OpenCart Templates

7 formas de se beneficiar do teste de DNA

Compartilhe:

Com os grandes avanços tecnológicos os testes moleculares estão cada vez mais modernos e promissores e, por isso já existem várias formas de se beneficiar dos testes de DNA.

Tamanhos são os avanços recentes que já existem testes que podem ser adquiridos em farmácias e, outros tantos que podem ser realizados em laboratórios por valores acessíveis.

Por meio de um teste de DNA é possível determinar predisposição a diversas doenças, bem como identificar facilmente síndromes genéticas e outras questões.

Muitas pessoas afirmam inclusive que a humanidade está indo longe demais com as aplicações das biotecnologias.

Continue lendo esse artigo para conhecer as principais maneiras pelas quais você pode se beneficiar de um teste de DNA atualmente.

1. Possibilidade de desenvolver doenças

Uma das principais formas de se beneficiar do teste de DNA atualmente é analisando a possibilidade de desenvolver diversas doenças.

dna teste

Isso pode ser determinado por meio da análise de marcadores genéticos e cálculos estatísticos que fornecem um número aproximado sobre o percentual da probabilidade de desenvolvimento de uma doença.

Isso ainda é muito controverso porque apesar de haver uma chance de o indivíduo sofrer daquele mal, isso também pode nunca vir a acontecer, gerando apenas ansiedade e estresse.

Por outro lado conhecer as predisposições possibilita a adoção de atitudes e hábitos mais saudáveis, que contribuem para que o problema seja evitado.

Alguns exemplos e problemas que podem ser determinados assim são:

  • Diabetes;
  • Doenças autoimunes;
  • Câncer;
  • Problemas cardiovasculares.

2. Melhor rendimento

Já há alguns anos os pesquisadores têm voltado os seus olhares a pessoas com habilidades especiais, como por exemplo bom desempenho nos esportes e inteligência elevada.

A ideia é buscar por genes específicos que estejam relacionados a essas habilidades, de modo que futuramente se possa selecionar características de bebês antes na implantação dos embriões no útero.

3. Dieta e intolerâncias

Apesar de pesquisas realizadas na Universidade de Stanford, nos Estados Unidos mostrarem que o DNA não se relacione diretamente com o tipo de dieta a ser adotada por um indivíduo como sugerem algumas dietas famosas, ele pode mostrar outras coisas importantes.

Algumas reações corporais a determinados tipos de alimentos como a lactose e glúten, por exemplo, podem sim ter relações com a genética do indivíduo. 

Sendo assim por meio de um teste de DNA você pode descobrir intolerância a diferentes tipos de alimentos e, assim conseguir criar uma dieta mais equilibrada e adequada.

4. Planejamento familiar

dna doenças

Quando um casal resolve ter um bebê, é muito importante que, em caso de qualquer problema mais grave na família, seja feito um aconselhamento genético.

No caso de doenças mais graves que sejam de origem genética é imprescindível que os devidos testes sejam realizados de modo a determinar quais são as probabilidades de que a criança venha a desenvolver a doença.

Nesse caso pode ser solicitado o sequenciamento de um gene específico tanto na mãe quanto no pai.

Coleta de DNA fetal

Atualmente é possível ainda colher o DNA fetal e assim detectar precocemente anomalias que possam levar a problemas graves.

A partir dessa coleta é possível tanto obter o cariótipo da criança para detectar síndromes cromossômicas, quanto fazer o sequenciamento de genes específicos para determinar se ela apresenta ou não algumas condições de saúde.

5. Escolha de medicamentos

Atualmente muito se fala na obtenção de medicamentos específicos para determinados indivíduos com base nas suas características genéticas.

Isso tem sido tratado com maior frequência no que diz respeito aos medicamentos psiquiátricos.

A farmacogenética vem ganhando destaque visto que muitas vezes medicamentos que funcionam muito bem para alguns indivíduos podem não fazer nenhum efeito ou até mesmo prejudicar outros.

6. Testes de paternidade

O teste de paternidade é provavelmente a maneira mais conhecida pela qual um indivíduo pode se beneficiar do teste de DNA.

Isso porque esse tipo de abordagem já é utilizada há muito tempo para determinar se os indivíduos são realmente filhos legítimos.

Isso é possível porque quando o parentesco entre dois indivíduos é muito próximo, a coincidência entre os marcadores genéticos é bastante elevada.

Atualmente esse tipo de teste tem um grau de confiabilidade muito elevado e, por isso o teste de paternidade tem sido aceito até mesmo como provas em julgamentos.

7. Origem genética

Usar um teste de DNA para estabelecer a origem evolutiva de um indivíduo não é algo tão novo na ciência, mas atualmente essa técnica tem estado cada vez mais disponível para as pessoas comuns.

Apesar de ainda ser um teste caro, por meio de uma amostra de DNA é possível comparar as sequências com aquelas de outros povos e assim determinar a origem.

Além disso é possível utilizar mais do que uma amostra para proporcionar ainda mais informações e acurácia aos testes.

Com isso conclui-se essa lista com as 7 principais formas de se beneficiar do teste de DNA, mas não tenha dúvidas de que com os avanços rápidos da tecnologia essas possibilidades irão se expandir cada vez mais.

 

Recomendados para você:


Seja um visitante premium, receba nossas novidades no email:

Digite seu email :

Delivered by FeedBurner

Sobre Almy Fróes

Almy Fróes é Analista de TI, problogger e entusiastas de novas tecnologias, além do Comofazer.etc.br escreve no Guia dos solteiros & mestre dos sites

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *