BIGtheme.net http://bigtheme.net/ecommerce/opencart OpenCart Templates

DHEA: comprar esse suplemento é bom para quê?

Quando se fala sobre o DHEA, comprar esse suplemento ainda é a dúvida de muitas pessoas. O dehidroepiandrosterona (sua nomenclatura completa) é um hormônio esteroide produzido principalmente pelo córtex suprarrenal. Pequenas quantidades da substância também são produzidas pelos testículos, ovários, em uma parte no intestino e no globo ocular. 

Uma das consequências da baixa concentração desse hormônio são os sintomas clássicos do envelhecimento. Porém, é possível repor esses níveis fazendo uso de suplementação. 

Quer entender melhor sobre a suplementação de DHEA e todos os seus benefícios? Continue lendo este post!

O que é o DHEA?

O DHEA é um hormônio natural produzido pelo córtex adrenal que realiza muitas funções importantes do organismo. Ele é, principalmente, um precursor da testosterona e do estrogênio. Além disso, essa substância pode prevenir e combater algumas doenças associadas à idade.

Baixos níveis de DHEA estão fortemente relacionados a vários sintomas do envelhecimento. Uma pessoa que está com o DHEA insuficiente apresenta sinais como fadiga excessiva, diminuição da libido, falhas na memória, perda de densidade óssea, diminuição significativa de massa muscular, problemas de visão e queda de cabelo. 

Quais são as principais propriedades do DHEA?

O DHEA tem uma riqueza de propriedades benéficas que incluem:

  • aumento da imunidade;
  • redução dos riscos de doenças cardiovasculares;
  • regularização dos níveis de açúcar no sangue;
  • eliminação do excesso de depósitos de gordura;
  • aumento do desempenho da atividade sexual;
  • redução do risco de progressão da diabetes;
  • prevenção da osteoporose;
  • aumento da disposição e da energia do corpo;
  • redução dos efeitos do cortisol (hormônio do estresse), um acelerador do processo de envelhecimento.

DHEA para mulheres

Muitos estudos comprovaram os benefícios do DHEA para as mulheres, o qual se apresenta especialmente útil na menopausa. Durante esse período, o trabalho dos ovários praticamente para e a produção de hormônios sexuais diminui. A menopausa é acompanhada por sintomas bastante desagradáveis como:

  • instabilidade emocional;
  • diminuição do desejo sexual;
  • redução da concentração e da atenção.

Tomar a suplementação do DHEA pode ajudar a atrasar a menopausa e a reduzir a intensidade desses sintomas. Além disso, ele pode auxiliar no tratamento da osteoporose, sendo que as mulheres são muito mais propensas a sofrer com esse quadro. 

 

Vale lembrar que essa doença progride devido à falta de cálcio no corpo, resultando em uma fragilidade excessiva. O DHEA ajuda a fortalecer e a formar o tecido ósseo. Em combinação com cálcio e a vitamina D3, ele aumenta significativamente a densidade óssea.

DHEA para homens

Com a idade, o nível de testosterona natural diminui nos homens. Isso tem um efeito muito negativo no trabalho do sistema cardiovascular. Ao mesmo tempo, o nível de colesterol aumenta significativamente, o que leva ao aparecimento de placas nas artérias.

Em um estudo foi constatado que homens que fizeram uso de DHEA se sentiram muito melhores, minimizando esses efeitos. Os resultados também concluíram que o DHEA ajudou a manter o nível necessário de hormônios masculinos mesmo em idade avançada. Graças a isso, passa a ser possível evitar uma infinidade de doenças cardiovasculares.

Quais são os efeitos colaterais do DHEA?

Possíveis efeitos colaterais dos suplementos de DHEA são percebidos pelo uso inadequado e pela superdosagem. Os efeitos são diferentes nos homens e nas mulheres. A seguir, conheça os principais.

Em mulheres:

  • acne;
  • pressão baixa;  
  • alterações na mama;
  • engrossamento da voz;
  • aumento no tamanho dos genitais;
  • menstruação anormal;
  • pele oleosa;
  • queda do cabelo.

Em homens:

  • agressividade;
  • diminuição do tamanho dos testículos;
  • micção frequente;
  • sensibilidade ou aumento das mamas;
  • pressão arterial baixa;
  • acne.

Os efeitos colaterais desaparecem quando o uso de DHEA é interrompido. É importante ressaltar que o DHEA não é indicado para crianças, gestantes, lactantes, hipertensos, diabéticos e cardiopatas. Além do mais, é indispensável o acompanhamento de um médico ou nutricionista antes, durante e depois do tratamento com DHEA.


Seja um visitante premium, receba nossas novidades no email:

Digite seu email :

Delivered by FeedBurner

Sobre Almy Fróes

Almy Fróes é Analista de TI, problogger e entusiastas de novas tecnologias, além do Comofazer.etc.br escreve no Guia dos solteiros & mestre dos sites

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *